domingo, 6 de janeiro de 2008

Aptidões

Aptidão: uma capacidade adquirida, uma habilidade para fazer algo especifico.
Mas não temos apenas aptidões que se enquadram num grupo, pelo contrário temos vários tipos de aptidões e são justamente elas que nos adaptam a ser mais capazes de fazer uma tarefa especifica do que outras.

Podemos ter aptidões emocionais, cognitivas e comportamentais.

As aptidões emocionais nos ajudam a conhecer nossos próprios sentimentos, temos a capacidade de definir nossa emoção em um determinado momento e consequentemente conseguirmos expressá-los de forma mais satisfatória, podemos avaliar, qualificar e identificar os sentimentos, aprendemos a lidar com eles de forma positiva.
A aptidão emocional também nos ajuda a entender que temos que controlar os impulsos, adiar a satisfação de concluir uma meta, porque só assim conseguimos percorrer o caminho até a conclusão do objetivo, a reduzir nossa tensão através de exercícios, técnicas de relaxamento e outros métodos e diferenciarmos sentimento de ação.

Aptidões cognitivas nos ajudam a enfrentar um assunto ou reforçar o próprio comportamento através de diálogos interiores que organizam nossos pensamentos.
podemos ler e interpretar indicios sociais e reconhecer influências sobre o comportamento, temos a capacidade de usar etapas para resolver problemas e tomar decisões, compreender a perspectiva dos outros, normas de comportamento e ter autoconsciência criando expectativas realistas sobre si mesmo.

Aptidões comportamentais: conseguir comunicar-se de forma não verbal, através de olhar, tom de voz, gestos etc.
quando de forma verbal conseguir ser claro, sem deixar se abater com críticas ou deixar-se levar por influências negativas.
temos vários tipos de aptidões agora cabe a nós desenvolvê-las de forma satisfatória para um melhor convívio social e pessoal.

fonte: Inteligência emocional (Daniel Goleman)

Adriana

5 comentários:

  1. Oi Adriana!
    Também gostei muito do teu blog.. ótimos temas/post! Parabéns pelo blog.. voltarei, sim, mais vezes.. beijos!

    ResponderExcluir
  2. Bacana esse texto.
    Eu acredito que tenho a aptidão comportamental mais desenvolvida, sou muito expressiva, nem tanto verbal e sim corporal mesmo.
    Muito Dez esse post!

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga Adriana:

    Bela postagem!
    Suas postagens levam os seus leitores a refletir sobre temas importantes.
    Todos temos nossas caracteristicas e aptidões, deveríamos fazer esforço e trabalhar de maneira positiva para desenvolver o que temos de melhor.
    As vezes por falta de estímulo
    ou mesmo de conhecimento próprio,
    deixamos passar oportunidades
    em que poderíamos ser bem sucedidos.
    Ler as tuas postagens é sempre estimulante e um agradável aprendizado.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Adriana,

    Aptidão emocional: exactamente o que muita gente não tem. O que me entristece é o facto das pessoas não saberem controlar os seus impulsos (sexuais, gastronómicos - para enchicar a coisa - e outros bem piores...tais comos os violentos).

    Aptidão cognitiva: ah sim...a leitura de sinais é importante. Temos de saber ler as pessoas, os eventos, as palavras não ditas, as que são ditas mas cuja significação é diversa...isto também não está ao alcance de todos (por pura preguiça).
    Autoconsciência é muito importante para sabermos até onde podemos ir, quais as nossas limitações e possibilidades.

    Aptidão comportamental: adoro disciplinar esta minha aptidão...eu sei falar a linguagem do corpo (face, olhos, lábios, mãos, ancas etc); é incrivel como uma pessoa diz tanto sem abrir a boca para falar! Deixar que outros nos influenciem é terrível, especialmente quando a intenção daquele que influencia não é das melhores (claro que há boas influências, mas essas nem sequer são conscientes. O que influencia não tem intenção de fazê-lo; a não ser que seja um pai/mãe).

    Este post foi interessantíssimo :D! Gostei imenso!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Olá a todas
    Obrigada por terem comentado, este assunto particularmente gosto muito, depois que começei a estudar psicologia estou a cada dia mais apaixonada.
    beijos

    ResponderExcluir